Mystical Tales Shard

Dois homens andavam na estrada da perdição
Um vestido de ouro, carregava um copo de couro e dados na mão
O outro vestido com linho e adornos de ouro
E o corpo que mais parecia um templo dedicado ao tesão

Em sua caminhada, nessa bela estrada decidiram parar
Para uma noite pecaminosa, em uma estalagem próxima a Kanar
Ao sentarem na mesa que bela surpresa quando o sino tocou
Os seios dela eram um estouro, e fizeram os dois homens começarem a jogar

Ao servir a cerveja, nessa nobre mesa viu um homem levantar
Com seus olhos vermelhos fez tremerem seus joelhos quando começou a cantar
Contou histórias sobre aventuras, suas travessuras e tudo que roubou
Lhe prometeu riqueza, ares de nobreza e tudo isso em uma noite de amor

Quando o homem mais belo, levantou-se sereno e apontou ao luar
Disse que já esteve nas luas e apenas ele sabe o segredo de cada mulher
Lhe arrancou um suspiro com seu beijo macio e depois falou ao seu ouvido
Que sabe exatamente o que ela quer

Era um jogo pecaminoso e muito perigoso com dois homens
Que não sabem os limites de apostar
Quanto mais confusa ela ficava mais os homens jogavam
Com seu coração que não sabia a quem amar

Enquanto lobos uivavam e homens jogavam a porta se abriu
E apareceu uma nova garota, identica a aquela que queriam deitar
Tudo ficou vermelho pois não haveria empate nesse jogo de azar
Sem vencedores os dois decidiram a taverna queimar

Um zombava da vida e o outro escondia duas moças para depois deflorar

Sponsors