Mystical Tales Shard

  • 863 – Na primavera acontece a Ascensão Moraviana e Bel-Luna, Ruvian e Luyaran – incluindo Eldanore e Jhan – são tomadas por moravianos, uruks e kobolds sob comando de Kiba Al’Sdrad.
    - No outono os últimos navios de refugiados chegam a Belsand.
    - No inverno vem a público o Casamento Real de Belsand Lorelai Mirri e Rafael LaVeque, reis de Belsand.
  • 864 – Começam Escavações no Sul de Volund, Eldanore e a Torre dos Magistrados são destruídas.
  • 867 – Belsand começa a Guerra no Norte, é o início do Revide dos Bravos.
  • 870 – Wax, a Rainha das Bestas, começa ataques diretos contra Belsand, sequestra Araon Werris Taltor, arque mago ruviano, para obter mais poder para si.
  • 871 – Marcado como o Ano do Revide dos Bravos. Nasce Klaus LaVeque, mais tarde conhecido como o primogênito dos 100. Abre-se a convocação para os Dragões de Belsand, levanta-se a hipótese da existência de terras distantes de Volund e é arquitetado o cerco a Ruvian.
  • 872 – Os Dragões de Belsand tomam Ruvian, descobre-se um acesso alternativo às galerias de Moravia. Belsand, junto com Kanar arquiteta um plano de invasão.
  • 873 -Kanar engana a Morávia e derruba grande parte do Exército Moraviano que estava no Sul em um bombardeio fulminante.
    - Drows e Belsand invadem a Morávia pelo subterrâneo e conseguem destruir Wax. É descoberto que Kiba estava sob domínio de forças sombrias. De volta à normalidade, Kiba assina o fim da guerra. Após 10 anos, é o fim do Domínio Moraviano.
  • 874- Bel-Luna volta a ser uma cidade livre e é reconstruída. Luya está em ruínas e os elfos reúnem-se na costa desesperados ao verem Eldanore submersa e Malinörme, a árvore sagrada, morta.Inicia-se uma era de paz e reconstrução entre os povos.
  • 876-886 – Muitos ex-militares de alta patente de Moravia começam a assumem o nome Al’Sdrad, auto-proclamando-se nobres e reclamando regiões para si. Os de baixa patente, agora desempregados, formam grupos de bandoleiros que assombram estradas e novos vilarejos.
  • 887 – Morre Kiba Al’Sdrad e seu filho Sothern Al’Sdrad, cuja a mãe é um mistério, assume o poder impedindo na base da força, um golpe de estado de um grupo de militares saudosistas que queriam o domínio moraviano devolta.
  • 889 – Rei Rafael LaVeque, há muito afligido por uma doença misteriosa, sai com seu alasão durante a noite de ano novo. Segundo Olaf, o porteiro, ele iria a Kanar resolver um assunto sério. Jamais ele volta a ser visto com vida.
  • 890 – Klaus LaVeque assume a coroa LaVeque, decisão de Lorelai, porém é contestada por muitos irmãos, que recebem terras cedidas por na Retratação Moraviana, onde fundam novos vilarejos sob títulos de nobreza.
  • 894 – Lalas desaparece de Kanar junto com boa parte dos tesouros. Inicia-se guerra civil de múltiplos lados, com vários capitães proclamando-se novo senhor dos mares por serem filhos diretos de Lalas, portanto o melhor dentre os homens do mar.
  • 895 – Acaba a Guerra dos Capitães, restando apenas um jovem louco no porto Kanar, Oytran, proclamando-se senhor dos mares.
  • 899 – Lorelai LaVeque, que então era uma anciã, é enterrada no coração de Belsand em um mausoléu construído às preças sob a praça da cidade.
  • 900 – A Ameaça Pirata retorna aos mares de Volund.
    - Inicia-se uma era de vassalagem. É o início ao que os historiadores, séculos depois, chamariam de Coroa do Coelho – quando a nobreza de Volund começou a se multiplicar e miscigenar.
  • 901- É fundada a Armada de Volund,a esquadra que seria a primeira fundação em conjunto dos reinos de Volund, e que mais tarde, em 1290, culminaria na Confederação Volundiana.Passam-se quinhentos anos em que os Elfos perdem-se sua identidade, a nobreza humana multiplica-se e o último orc vivo em Volund morre. Além de se formar a Confederação Volundiana, a união de muitas bandeiras a fim de uma organização que zelasse pela paz – uma medida encabeçada por Cinco Famílias Nobres (ano 1290).
  • 1400 – Um navio batedor da Confederação Volundiana confirmando o avistamento de uma grande massa de terra, registrado por Usgalthar Al’Kanadrad, mestre de gávea do Falo de Eyliel, comandado por Matilda Mirryan. O relatório da tripulação registra que o lugar é habitado somente por orcs.
  • 1402 – A Confederação Volundiana decide por enviar colonizadores à nova terra. A Confederação anuncia que nenhum elfo precisaria pagar seu deslocamento e todo e qualquer humano que se voluntariasse a lutar contra os nativos, ganharia um título de nobreza válido somento para a nova terra. Além disso todo homem que sobrevivesse ganharia 300 moedas de cobre, uma faca e um castiçal.
  • 1403 – Forma-se, então, a maior esquadra que Volund tem notícia. A Capitã Matilda Mirryan, a bordo do Falo de Eyliel, toma a liderança da Armada de Volund e conduz o evento que viria a ser chamado de O Massacre Órcquico.
  • 1405 – Acontece uma batalha épica. A cada cinco homens volundianos, um orc caía, tamanho o mal preparo do exército humano. Recuar não era uma opção e, após apenas um ano, o imenso exército de Volund triunfou, apesar das enormes baixas sofridas.
  • 1407 – Inicia a colonização do novo continente, batizado de Myrthos em homenagem ao pai do mestre de gávea do Falo de Eilyel e primo do pai de Matilda Mirryan que conduziu a invasão.
  • 1408 – É fundada a Vila Belaryar em um lugar razoavelmente seguro da nova terra, que se mostra ainda maior que as estimativas.
  • 1409 – É descoberta a Unificação Órcquica e a aliança Drow. E Usgalthar Al’Kanadrad morre do coração, quando recebe a notícia.
  • 1410 - Inicia a nova Fase.

Nota importante: A propaganda divulgada em Volund através d’O Folhetim de Belsand – O jornal que cabe no bolso de qualquer nobre! – ocultou a realidade sofrível e desafiadora do novo continente.

Sponsors