Mystical Tales Shard

Gazeta Belsanita – Onde a verdade é exposta.

Vocês provavelmente não lembram meus caros, mas no tempo dos seus tatatataravós Volund era um Reino em guerra onde as familias reais humanas se matavam por território e por escavações idiotas e sem explicação. Porém a guerra terminou e houve a tão esperada paz, mas quais foram os fatores que determinaram a nobreza humana que existe hoje em dia? O que aconteceu com Volund?

Logo após a guerra o Continente de Volund se encontrava com poucas lideranças, por um lado havia Kiba, o Rei derrotado do Império Moraviano, um homem que juntou seus trapos e voltou se arrastando para o deserto aceitando a sua rendição frente ao exército dos Reinos unidos em Belsand, e foi assim que homens como Rafael Sorrensen LaVeque, Lorelai Mirri LaVeque, Lallas Kanaryan e o jovem Capitão humano Ashl Fer conseguiram a liberdade dos povos de Volund.

Essas lideranças formaram um acordo de paz e reconstrução de Volund após a Guerra, com a volta de Lorelai ao trono de Bel-Luna e Lorena Silaqui ao trono de Luya, foi então que começou a grande mudança das famílias nobres, quando começaram a serem distribuídos os títulos de nobreza ligados a bravura de guerra, muitos foram agraciados com essa graça por toda Volund, nobres estes que começaram a se unir semanalmente entre Bel-Luna, Belsand e Kanar e até mesmo na Morávia, no período das grandes festas da nobreza promovidas principalmente pela Bohêmia família real Belsanita.

Nesse momento a realeza de Volund era vasta e extremamente variada, porém era apenas a primeira geração de devassidão e noites ardentes nos castelos, a próxima geração viria com diversos filhos da família LaVeque, sendo as mulheres nomeadas com o sobrenome Mirri e os homens com o sobrenome LaVeque, haviam também diversos príncipes e princesas Kanaryan (Kanar) e Al’Sdrahr (Morávia), assim como os diversos Silaqui dos diversificados casamentos de Lorena de Luyaran, a educação de toda essa nobreza nas academias de Belsand e Bel-Luna fez com que os castelos não tivessem tamanho o suficiente para suas próprias festas, sendo esse apenas o começo.

Com o sangue forte e o membro viril de um reprodutor LaVeque o jovem Klaus foi o primeiro da realeza a reconhecer um de seus filhos, nobre como somente ele, o jovem nomeou a sua primeira família de bastardos com o nome LaVerdi, e seguiu padrões muito parecidos com seus outros filhos e filhas, ato que foi logo seguido pelo restante da realeza e até mesmo pelos nobres mais simples, fazendo com que a nobreza humana aumentasse a olhos vistos pelas próximas diversas gerações, tudo por causa do coração puro e da nobreza do jovem e belo Klaus LaVeque.

Stephan LaVerdi – Nobre de Belsand

Sponsors